Istambul: uma cidade em dois continentes

FlytourDicas

Instambul

Istambul: uma cidade em dois continentes


Escrito por: Flytour
Mais posts de Dicas

Compartilhe



É Ásia, mas também Europa. Tem maioria muçulmana, mas está alinhado a muitos valores da União Europeia. Já foi capital do Império Romano e do Império Otomano e hoje é uma das capitais do mundo. E com tanta história, coleciona nomes presentes em qualquer livro escolar. Quem nunca ouviu falar de Bizâncio ou Constantinopla?

A cidade de Istambul, que ocupa as duas margens do Estreito de Bósforo, ostenta o título de maior cidade da Turquia. País este que recebeu em 2016 mais de 30 milhões de viajantes; entre eles cerca de 40 mil brasileiros. Não é à toa, um dos destinos mais procurados e desejados em todo o mundo.

Agora você vai descobrir alguns motivos deste sucesso todo!




Hagia Sophia

Uma construção impressionante tanto por sua incrível arquitetura, como por sua história. Construída no ano de 537, já foi catedral católica e mesquita para, finalmente, se transformar em museu. Sua enorme cúpula e seu tamanho deram à Hagia Sophia o título de maior catedral do mundo por quase mil anos até perder o posto para a Catedral de Sevilha.

Passeie por fora e por dentro. Se puder, contrate um guia, pois ele te ajudará a entender cada detalhe deste símbolo da humanidade. Aliás, fique atento: muita gente confunde e chama este lugar de Santa Sofia, na verdade, seu nome significa Sagrada Sabedoria.




Mesquita Azul

Principal ponto religioso da cidade, a Mesquita Azul não tem nada de azul por fora. Por mais que seja uma construção digna de algumas horas de observação e reflexão, todo o azul de seu nome está em seu interior. São mais de 20 mil azulejos e vitrais iluminados com as mais de 250 janelas da construção.

Diferente da Hagia Sophia (que fica bem em frente), a Mesquita Azul é um templo religioso. Portanto, antes de entrar, faz-se necessário tirar os sapatos e respeitar as regras do lugar. Evite roupas muito curtas ou leve algo com que possa se cobrir antes de iniciar a visita.




A cisterna de Basílica

Maior cisterna em Istambul, ela foi construída em 532, no subterrâneo da cidade, e tinha como objetivo amparar a cidade em caso de guerras. São 10 mil metros quadrados, oito metros de altura, 336 colunas romanas e capacidade para 30 milhões de litros de água.

Dizem também que as colunas foram retiradas de antigos templos pagãos. Por isso, você encontrará algumas cabeças de medusas que fazem a festa das lendas locais. Pela grandiosidade e pela história, uma visita necessária a qualquer viajante.




Palácio de Topkapi

Construído logo após a queda de Constantinopla, em 1453, este palácio foi a morada de sultões por muitos anos. Com quatro pátios e vários pavilhões, este lugar é ponto de visita obrigatório para os viajantes.

São tantos os objetos a serem vistos (presentes de outras nações ou frutos de pilhagem), existe a sala das armas e armaduras, das joias, das relíquias religiosas. Entre elas, fios da barba, mantos, espadas e um dente do profeta Maomé.



E esses são apenas quatro pontos turísticos desta cidade incrível. Poderíamos escrever páginas e mais páginas sobre os passeios no Bósforo, a cidade antiga e o Mercado Público. Mas esses ficam para um outro post.

Um grande abraço e até a próxima!



Sobre o autor
Flytour

Flytour

Nós amamos viajar. E compartilhar nossas experiências. Tentamos sempre trazer dicas pessoais das nossas viagens para aproximar ainda mais nossos leitores dos destinos em que sonham conhecer.




E aí, deu vontade de visitar Istambul?

Preencha seus dados abaixo e receba um orçamento 🙂



Leia mais